sexta-feira, 30 de outubro de 2009

De volta...

Nosso último dia em Sydney foi meio corrido, mas muito bom.

Saímos de manhã, separados: Gilson foi fazer o último passeio no Jardim Botânico e na Art Gallery of NSW e Natália e eu fomos andar na Oxford Street, lugar que nos disseram ser bom para compras... Ledo engano: tudo caro! Mas valeu pela caminhada e pelas fotos:

Da série Casas sem muros

A gente se encontrou para o almoço, que foi rápido e leve, no Queen Victoria Building. Aliás, muitos lugares e prédios tem o nome dessa rainha, mais homenageada que a atual - vocês sabem que os australianos são também súditos da rainha da Inglaterra, não? Olha ela aí, a Victoria:


Não podíamos deixar de visitar a Sydney Tower, que realmente oferece a melhor vista da cidade. Vejam algumas fotos:



Linda, não? O litoral recortado, a modernidade das construções, o sossego das ruas nos bairros, a inexistência de indústria pesada (o que reduz muito a poluição do ar), tudo isso faz de Sydney uma das cidades mais agradáveis da Austrália.

Depois dessa maratona, fomos para o hotel. Nossa intenção era sair mais tarde para um jantar de despedida, mas começamos a arrumar as malas, Natália começou a estudar a teoria do curso de mergulho via internet, e acabamos pedindo uma... pizza!!!

Foi comendo pizza, arrumando malas e lembrando os numerosos micos da longa viagem pela Austrália que rimos e brincamos muito.


Acabamos indo dormir muito tarde, estávamos ansiosos com a perspectiva da viagem. Na quinta-feira, 29/10, pulamos cedo da cama. Pegamos o táxi de um libanês muito comunicativo, que falou mal dos australianos e recomendou a Tchuca que se casasse com um "libanês, mas cristão". Resultado: às 7h30 da manhã já estávamos no aeroporto. Natália foi conosco quase até a porta do avião.

Foto tirada por um velhinho com crachá de embaixador do aeroporto

Na despedida, muitos beijos e algumas lágrimas. Nada italianamente dramático, só aquele separar-se querendo ficar juntos. Natália mandou beijos para todos os parentes e amigos, mandou dizer que adorou TODOS os presentes que mandaram para ela.

E entramos no avião para longuíssimas 26 horas de viagem...

Com direito a uma mal-tirada foto da cordilheira dos Andes, através do vidro do salão de embarque do aeroporto de Santiago:


Descemos no aeroporto de Brasília à meia-noite dessa quinta-feira. Fazemos este post ainda sob os efeitos nefastos do jet lag.

Brevemente escreveremos aqui nossas impressões da Austrália: o que observamos do estilo de vida, da organização social, do povo.

Até!!!

4 comentários:

AngelicaBrunacci disse...

e tudo acaba em pizza! hahahaha

Natalia disse...

E eu tambem volto pra Kalgoorlie agora. Sobrevivi ao curso de mergulho e agora no vejo a hora da proxima aventura submarina!
Ja estou morreeeeendo de saudades!
Voltem sempre!
Beijos

Luciana disse...

Que post lindo... adorei saber mais sobre Sydney e adorei as fotos.

Despedidas sao ruins mesmo, mas achei lindinho voces deitadinhos juntos pra dormir...

Aguardo mais!

Beijos!

Anônimo disse...

Adorei ver as fotos do passeio de vocês, pelo jeito curtiram bastante,não só a filha, o principal motivo da viagem, mas tudo que fizeram, viram, ouviram... o passeio.
Um grande abraço

Salete